Uma nova de produzir antibióticos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A cada ano que passa os antibióticos que reduzido sua capacidade de combater as bactérias.  O aumento da resistência dos antibióticos tornou para a indústria farmaceútica desenvolver novos antibióticos muito caros. Em princípio as bactérias estariam vencendo a luta, mas uma nova esperança tornou-se uma novo caminho no desenvolvimento de novos antibióticos. Os macrolídeos surgiram com uma nova armas contra as infecções resistentes aos antibióticos, podem ser a salvação para milhões de vidas.  Macrolídeos,  que incluem as drogas azitromicina, claritromicina, eritromicina, espiramicina, miocamicina, roxitromicina, etc. A ideia não é nova começou a eritomicinna, uma droga isolada em 1952, a partir do actinomiceto Streptomyces erythraeus. Desde então os macrolídeos se tornaram baluarte contra infecções bacterianas e fúngicas. Quimicamente, macrolídeos são anéis gigantes contendo 14 a 16 átomos de carbono, com um ou mais contendo açúcar, incluíndo ai um anel de lactona.

Azitromicina
Azitromicina

Claritromicina
Claritromicina

Espiramicina
Espiramicina

Miocamicina
Miocamicina

RoxitromicinaRoxitromicina

EritromicinaEritromicina

Leia também:

A criste dos antibióticos

O acaso da descoberta – Penicilina

Aditivos alimentares e seus perigos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

About Genilson Pereira Santana

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *