Os girassóis

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A capacidade das plantas em absorver substâncias do solo é conhecida desde os tempos dos antigos. Somente na década de 90 que essa capacidade passou a ser explorada comercialmente. É possível encontrada diversos relatos da capacidade das plantas remediar grandes extensões de solo e ecossistemas aquáticos contaminados. Existem desde plantas tóxicas até comestíveis que são usadas para esse fim. Sem sombras de dúvidas, os girassóis chamaram a atenção da comunidade científica, por ser capaz de absorver urânio de áreas contaminadas. Um dos exemplos, mais triste da história, foi o acidente da usina nuclear de Chernobyl (Ucrânia). Após o acidente, verificou-se o os girassóis eram capazes de absorver o urânio. Desta forma, boa parte do elemento radiativo foi  concentrado na biomassa da planta, o que ajudou a reduzir a contaminação da região do acidente. O mesmo procedimento foi adotado no acidente de Fukushima (Japão). Os girassóis não só produzem óleos ricos em nutrientes e com baixo teor de colesterol ruim, mas também contribui para deixar o ambiente sem radiação.

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

About Genilson Pereira Santana

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *