O vinho pode ter derrubado um império

Ao contrário dos dias atuais, o vinho foi responsável por tragédias na humanidade. Por ignorância, no Império Romano era comum a ingestão de alimentos, especialmente de vinhos contaminados por chumbo. Essa contaminação era muito comum na aristocracia amante de vinho. A contaminação era consequência da fervura lenta do vinho em recipientes feitos ou coliseurevestidos com chumbo. Durante a fervura ocorre a formação do acetato de chumbo (o “açúcar do chumbo”) que ajuda na preservação inibindo a ação do crescimento de microrganismos, além de quebrar a acidez do vinho. Após a fervura era formado um xarope espesso, doce, com forte aroma e cor acentuada denominado “sapa” ou defrutum ou, ainda, caroenum. Os romanos costumavam também preservar seus alimentos, principalmente frutas, com o defrutum. Esse fato levou a hipótese de que o saturnismo tenha sido uma das prováveis causas da queda do Império Romano. Evidências Romahistóricas mostram que a maioria dos imperadores romanos entre 30 A.C. e 220 D.C tinham sintomas de intoxicação crônica por chumbo. A contaminação coletiva por chumbo em vinho ocorreu na França no final do século XIII. Na província de Poitou ocorreu uma contaminação por chumbo no vinho conhecida como Colica Pictonum, A contaminação por causa do tratamento dos vinhos com litargírio (óxido de Pb), substância usada para adocicar e mascarar a acidez. Dessa forma, os vinhos ficavam parecidos com os vinhos do Vale do Loire, mais caros e melhores. Na Inglaterra, a classe nobre dos séculos XVIII e XIX foi também contaminada por causa do consumo de vinhos fortificados importados do Porto.

About Genilson Pereira Santana

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

3 thoughts on “O vinho pode ter derrubado um império

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.