Metais

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A maioria dos elementos metálicos tem um brilho característico que associamos ao metais. Os metais conduzem bem o calor e a eletricidade. São maleáveis (isto é, podem ser fojados em folhas muito finas) e dúcteis (são estiráveis em fios finos). Todos, exceto o mercúrio (ponto de fusão -39 oC), são sólidos na temperatura ambiente. Dois deles fundem em temperatura ligeiramente superior à temperatura ambiente: o césio a 28,4 oC e o gálio a 29,8 oC. No outro extremo, muitos metais fundem em temperaturas muitos elevadas. Por exemplo, o crômio a 1.900 oC.

Os metais tendem a ter energias de ionização baixas e por isso são oxidados nas reações químicas de que participam. Essa característica aliado ao fato de que na Terra existe uma grande abundância de oxigênio. Por causa disso, um dos grandes problemas da utilização de metais no estado fundamental em aplicações como embarcações, tubulações, ferragens em concreto, etc. é acompanhado da corrosão. Muito embora, existam óxidos cuja características físicas e químicas ajudam a proteger diversas peças metálicas. Por exemplo, a reação entre o níquel metálico e o oxigênio produz o óxido de níquel, que é sólido e extremamente fino, maleável:

2Ni(s) + O2(g) ——–> 2NiO(s)

As cargas dos metais alcalinos são sempre +1 e as dos metais alcalino-terrosos são +2, nos compostos que fazem parte. Em cada um desses grupos, os elétrons s mais externos são facilmente cedidos, o que leva a uma configuração eletrônica de um gás nobre. As cargas dos íons dos metais de transição não obedecem  a um modelo evidente. Muitos íons de metais de transição têm cargas +2, mas também se encontram íons com carga +1 e +3. Um dos traços característicos dos metais de transição é a capacidade de formar mais de um íon positivo. O ferro, por exemplo, é +2 em alguns compostos e +3 em outros.

Os compostos de metais com não-metais tendem a ser substâncias iônicas.  A maioria dos óxidos e dos halogenetos metálicos é de sólidos iônicos. Por exemplo, o sal formado pela mistura do gás cloro com o sódio metálico forma o cloreto de sódio (NaCl), que é um sal tipicamente iônica.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

About Genilson Pereira Santana

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *