Ecologia Química x Química tradicional

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Na história recente da humanidade existem um número enorme de substâncias novas sintetizadas pelo homem. O maior problema de muitas dessas substâncias é a toxicidade, incapacidade de metabolização, etc. O DDT é um exemplo clássico de substância que tem vida longa nos organismos vivos. Os defensivos agrícolas organoclorados ainda assustam (“assombram”) a humanidade com uma série grande de casos de contaminação.ddt1

Por outro lado, a ecologia química, com a descoberta do feromônio sexual do bicho da seda Bambyx mori por Butenandt, possibilitou o isolamento de substâncias naturais, metabolizáveis pelos organismos vivos, que são capazes de produzir os mesmos resultados obtidos pelas substâncias sintetizadas.

Sugestão de leitura: Ecologia Química

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

About Genilson Pereira Santana

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

One thought on “Ecologia Química x Química tradicional

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *