A composição química da estátua do Oscar

No domingo 4 de julho de 2018 será realizada a premiação do Oscar, considerado o prêmio máximo do cinema. Afinal de contas de que é feita aquela estatueta que emociona os atores, cobiça tanto outros?  Para entendemos a composição química devemos considerar dois momentos. O primeiro é pré 2016 cuja estatueta era confeccionada a partir de uma liga composta por 93% de estanho, 5% de antimônio e 2% de cobre em sua parte interna. Na parte externa a estatueta é composta por ouro 24 quilates. Após 2016 até o presente a estatueta passou a constituída por 88% de cobre, 12% de estanho e traço de outros metais como níquel, alumínio, zinco e manganês. Novamente em sua parte externa ouro 24 quilates.

About Genilson Pereira Santana

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

One thought on “A composição química da estátua do Oscar

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.