Como melhorar a compreensão da Química

Muitas vezes ouvimos comentários que  determinado aluno é bom em química porque é bom em matemática ou que ela nunca se sairá bem em química, pois a matemática dela é muito ruim. Os conjuntos de habilidades necessários para a química e a matemática parecem intrinsecamente ligados na imaginação popular. Vincular a matemática à química, principalmente no nível secundário é um erro.  A falta de compreensão da química envolve na realidade a alfabetização do aluno, que precisa se engajar com a química. Em um estudo feito no Reino Unidos, por exemplo, constatou que 43% dos alunos do sétimo ano tem seu aprendizado afetado por causa de um vocabulário limitado na área de química. Assim, se os alunos não conseguem entender explicações ou articular sua compreensão, como podemos esperar que eles dominem novas idéias conceituais em química?

Química envolve uma infinidade de novos termos para os alunos aprenderem e usarem. Mas, diferentemente da maioria do vocabulário aprendido em outros assuntos, não esperamos que os alunos usem esses novos termos em suas vidas cotidianas: sua exposição à linguagem da química é incrivelmente limitada. Precisamos criar oportunidades explícitas para que os alunos desenvolvam seus vocabulários para que possam atender às demandas da química necessárias ao seu aprendizado. À medida que o nível de abstração de um termo em química aumenta, o desafio de aprender e entender o novo termo também aumenta.  Compensar essa dificuldade de vocabulário quando os alunos entram na escola de ensino médio é um desafio.  Uma estratégia para ampliar o vocabulário é usar jogos que os Meus alunos gostam. Depois que os alunos aprenderem a usar os jogos contendo os termos novos. O professor precisa entender os desafios específicos que envolvem o riquíssimo vocabulário químico. Para depois ensinar o aluno a criar oportunidades explícitas para o seu desenvolvimento de vocabulário químico.

Leia também

O Quimiquês – a linguagem do químico

 

Fonte: Education in Chemistry

 

About Genilson Pereira Santana

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.