A Química detrás das novas tatuagens

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Conhecidas há mais de 5 mil anos, as tatuagens evoluíram com tempo, graças ao desenvolvimento da química. As novas tintas removíveis fizeram com que as tatuagens perdessem sua característica mais marcante, deixando de ser um compromisso para toda a vida. As novas tintas removíveis  são baseadas em corantes que podem ser absorvidos e degradados pelo organismo. O corante absorvível  é envolvido numa cápsula transparente que garante a sua permanência na pele.  Quando o dono da tatuagem quiser retirar a tatuagem bastar irradiar um laser apropriado para que a cápsula  protetora seja desfeita. Dessa forma, a tatuagem desaparece sem deixar marcas em questão de tempo devido a degradação da cápsula e absorção e metabolização do corante da tatuagem. Vejam uma demonstração abaixo

Fonte:  A Química das Coisas

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

About Genilson Pereira Santana

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

One thought on “A Química detrás das novas tatuagens

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *