A cor verde da Estátua da Liberdade

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A estátua da liberdade, com 46 metros de altura e pesando 225 toneladas, foi presenteada pelos franceses ao Estados Unidos em junho de 1884. A estátua foi feita com placas de cobre fixadas sobre um esqueleto de ferro. A superfície externa da estátua, assim como ocorre em outras estruturas de cobre, é protegida por uma fina camada formada azul-esverdeada denominada de pátina. Ao ser expostos as intempéries do ambiente o Cu(s) forma a pátina que nada mais é que o carbonato básico de cobre, CuCO3.Cu(OH)2.  A pátina protegeria a estátua do ambiente se não fosse o esqueleto de ferro. Quando o cobre entra em contato com o ferro começa ai um processo de corrosão que prejudica a durabilidade da estrutura da estátua da liberdade. Para proteger desse processo os franceses usaram camadas de amianto para evitar o contato com os dois metais. Infelizmente, com o tempo o amianto se desfez e com a entrada da água de chuva na estátua o ferro começou a oxidar. Em sua última restauração vigas de aços inox e isolantes à base de teflon foram utilizados para evitar o problema.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

About Genilson Pereira Santana

Professor de Química Analítica da Universidade Federal do Amazonas, autor de livros em Química, Editor da Revista Eletrônica Scientia Amazonia e da Revista Divirta-se com o Clube da Química.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *